O ex-presidente do Benfica Vale e Azevedo foi hoje extraditado do Reino Unido e encontra-se no Estabelecimento Prisional de Lisboa (EPL).

Fonte policial disse à Lusa que Vale e Azevedo foi escoltado no voo entre Londres e Lisboa por dois elementos da Polícia Judiciária, que o entregaram no EPL.

Após esgotar os recursos judiciais em Londres para lutar contra o mandado de detenção europeu emitido pelas autoridades portuguesas, o ex-advogado decidiu entregar-se hoje de manhã às autoridades britânicas.

"Um dos maiores burlões da história"

 

O empresário Pedro Dantas da Cunha, que se considera "um dos muitos burlados" por Vale e Azevedo, e que ganhou um processo contra ele, acusou o ex-presidente do Benfica de ser "um dos maiores burlões da história".

"Acredito que os dias de impunidade de Vale e Azevedo chegaram ao fim", referiu hoje Dantas da Cunha, em declaração escrita enviada à agência Lusa.

O proprietário do imóvel no Areeiro (Lisboa), vendido por Vale e Azevedo sem consentimento de Dantas da Cunha, manifestou "extrema satisfação" pela sua extradição para Portugal, "para cumprir pena pelos crimes que cometeu".