Ao contrário dos motores de busca tradicionais, como o Google, a nova ferramenta do Facebook não vai permitir a pesquisa de conteúdos na rede global da Internet.

De acordo com a descrição de Zuckerberg, a nova função, designada "graph search", será uma forma de encontrar os conteúdos preferidos e mais partilhados pelos "amigos" que integram a rede social.

Mark Zuckerberg afirmou encarar o Facebook "como um grande banco de dados sociais", disse Mark Zuckerberg.

"Como qualquer banco de dados, devemos ter maneiras para o consultar", acrescentou o fundador da rede Facebook, que em outubro de 2012 atingiu mil milhões de utilizadores ativos em todo o mundo, segundo dados da empresa.