Em comunicado, a UEFA diz ter imposto uma multa de 15.000 euros ao avançado do AC Milan por "declarações discriminatórias à comunicação social", sem, no entanto, referir as palavras que Cassano utilizou.

O internacional transalpino provocou indignação devido a uma conferência de imprensa, em 12 de junho, durante a qual utilizou uma expressão pejorativa para descrever os homossexuais e disse ainda esperar que nenhum dos jogadores da "squadra azzurra" fosse homossexual.