Lisboa, 12 fev (lusa) - Um relatório do Conselho da Europa sobre tráfico de pessoas hoje divulgado indica que Portugal deu "importantes passos na prevenção e combate" a este flagelo, mas mostra-se preocupado com o baixo número de condenações por este tipo de crimes.

O relatório do GRETA (Group of Experts against Trafficking in Human Beings) alerta também para a necessidade de um maior envolvimento e participação das organizações não-govermentais (ONG) na luta contra o tráfico de pessoas.

Face ao baixo número de condenações por este tipo de crime nos tribunais portugueses, o GRETA aconselha as autoridades portuguesas a identificar eventais falhas na investigação e na apresentação dos respetivos casos em tribunal, por forma a assegurar que o tráfico de pessoas é devidamente investigado, sancionado e punido, tendo assim efeitos dissuasores da sua prática.