Macau, China, 16 jul (Lusa) - A decisão do CNRT em convidar para uma coligação governativa o Partido Democrático e a Frente Mudança visa reforçar a democracia em Timor-Leste, disse hoje à agência Lusa o secretário-geral do partido de Xanana Gusmão.

"A decisão tomada ontem foi uma decisão na qual todos os conferencistas dos quadros do partido decidiram que uma coligação só pode acontecer entre o CNRT, o Partido Democrático e a Frente Mudança, não porque não gostem da Fretilin, mas porque acham que um Governo se tem uma posição forte no Parlamento pode não contribuir para o desenvolvimento democrático do país", afirmou Dionísio Babo contactado telefonicamente a partir de Macau.

O mesmo responsável salientou que um Governo de unidade nacional levaria a uma situação de "não existência de oposição no parlamento, de não controlo pelo parlamento e também impediria a alternância do poder".