Portalegre, 04 jul (Lusa) -- O Governo português pagou mais de 2,3 milhões de euros em dívida às autoridades da Extremadura espanhola relativos aos partos e assistência hospitalar a grávidas do Alentejo no Hospital de Badajoz, revelou hoje à agência Lusa fonte hospitalar.

De acordo com o porta-voz da Unidade Local de Saúde do Norte Alentejano (ULSNA), Ilídio Pinto Cardoso, a dívida ao serviço de saúde daquela região "está paga na totalidade", regularizando-se valores em atraso "desde 2008".

O responsável adiantou ainda que o protocolo entre o Estado e as autoridades espanholas continua em vigor.