Viseu, 14 mai (Lusa) -- O diretor-geral de Saúde, Francisco George, defendeu hoje que todos os alunos devem ter o acesso facilitado a água de qualidade nas escolas, para evitar que recorram a refrigerantes.

Durante uma conferência sobre "Importância dos Comportamentos em Saúde Pública", na Escola Superior de Saúde de Viseu, Francisco George explicou que uma lata pequena de refrigerante pode ter o equivalente a cinco cubos de açúcar, contribuindo para a obesidade.

"É preciso voltar ao fornecimento de água nas escolas", sublinhou.