Primeiro observe a imagem acima ou insira no Google Earth as coordenadas 57°12'52.13"N (latitude) e 4°34'14.16"W (longitude) para saber de que se fala aqui.

Foi através desta imagem de satélite que o misterioso monstro escocês voltou a ser notícia nos jornais britânicos, na quarta-feira, depois de um segurança britânico ter anunciado a "descoberta" da lendária criatura enquanto navegava no Google Earth.

Adrian Shine, pesquisador do mistério do Lago Ness, classifica a nova imagem como "realmente intrigante" e merecedora de um estudo mais aprofundado. 

O monstro é descrito como um réptil marinho com quatro barbatanas e uma cauda longa, extinto há milhões de anos.

A Google anunciou, entretanto, o envio para o local das novas câmaras concebidas para fotografar locais onde não chegam os carros com as câmaras do Street View.