Moscovo, 24 dez (Lusa) - O comício da oposição em Moscovo terminou com a aprovação de uma resolução com uma lista de reivindicações superior à apresentada na manifestação de 10 de dezembro.

Os manifestantes exigiram hoje a libertação dos presos políticos, a revisão dos resultados das eleições parlamentares de 04 de dezembro, o castigo dos autores das falsificações no escrutínio, o registo de todos os partidos da oposição, a aprovação de uma nova legislação eleitoral e a criação de uma união de eleitores para controlar as votações.

Alexei Kudrin, antigo ministro das Finanças do Governo de Vladimir Putin, apoiou a realização de eleições parlamentares antecipadas, a realização das presidenciais de março de 2012 em novas condições e o diálogo com o poder vigente.