Dos anos 1970 para a atualidade, os ingleses The Cure mantêm-se fiéis ao património rock que construíram e foi com ele que marcaram no sábado o festival Optimus Alive, em Algés, para mais de 50 mil pessoas.

Ao fim de quase 40 anos de carreira, a banda não se desviou do caminho traçado e interpretou as canções como se a escrita tivesse sido ontem.

O alinhamento contabilizou mais de 30 canções e foi feito para quem gosta mesmo do grupo britânico, aguentando três horas de concerto.