Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Os 18 Presidentes da República

Visão História

Na altura em que é escolhido um novo Presidente, a VISÃO História pediu a personalidades marcantes da vida portuguesa que revisitassem os mandatos de Presidentes anteriores. Jorge Sampaio, Ferro Rodrigues e Freitas do Amaral são algumas das pessoas que escrevem no número que esta semana chega às bancas

A mudança de «inquilino» no Palácio de Belém, agora em curso, convida a que se faça um balanço de 115 anos e alguns meses de chefia do Estado em fundo verde rubro.

Este número da VISÃO História descreve e analisa os mandatos de todos os Chefes de Estado republicanos. Com uma particularidade relevante: inclui textos, escritos expressamente, da autoria de um ex-Presidente (Jorge Sampaio evoca Teixeira Gomes), do atual presidente da Assembleia República (Ferro Rodrigues escreve sobre Sampaio), de destacados políticos (como Mota Amaral, ex-presidente da Assembleia da República, que lembra Manuel de Arriaga, ou Manuela Ferreira Leite, que pinta Cavaco Silva, ou, ainda, Ana Gomes, que recorda a ligação de Sampaio a Timor-Leste), ex-políticos (Diogo Freitas do Amaral, candidato às presidenciais de 1986, toma por tema Mário Soares) e militares de Abril (Otelo Saraiva de Carvalho faz o retrato de Spínola e Vasco Lourenço o de Costa Gomes). O constitucionalista Jorge Miranda, por seu lado, analisa a atuação de Ramalho Eanes.

A revista, que estará esta semana nas bancas, pode ser também encomendada através do Apoio ao Cliente, pelo telefone 21 469 88 01, ou através do site assine já (onde também pode encomendar números atrasados)

Algumas das personalidades que escrevem nesta edição

Algumas das personalidades que escrevem nesta edição

O poder dos Presidentes

Por António Araújo

Desde a I República até ao atual regime democrático, passando pela ditadura, diferentes foram os atributos do Chefe de Estado e a forma de este exercer a sua magistratura

Os antecedentes da República

Por Luís Almeida Martins

Quando o Ultimato catapultou a República para a vitória, a ideia já tinha percorrrido cem anos

Manuel de Arriaga, um idealista na tormenta

Por João Bosco Mota Amaral, ex-presidente da Assembleia da República

A história do primeiro Presidente da República portuguesa sintetiza as atribulações com que o novo regime e o próprio País se deparou e se depara

Teófilo Braga, o radical

Por Rui Ramos

Homem de confiança de Afonso Costa, foi este o único dos dirigentes republicanos que não atacou

Bernardino Machado, o homem de todos os recordes

Por Filipe Luís

Foi o único a receber uma declaração de guerra, o único deposto por duas revoluções, o único exliado duas vezes e o único nascido no estrangeiro. Além disso, teve 18 filhos. É um Presidente para o Guinness

A visita do Front

Por Pedro Vieira

Quando foi à frente da I Guerra Mundial, Bernardino Machado foi insultado por um soldado

Sidónio Pais, o Presidente-Rei

Por Luís Almeida Martins

Assim lhe chamou Fernando Pessoa, quando em Portugal jã não havia reis e os presidentes não tinham glamour. A brevidade do seu duvidoso «reinado» concedeu-lhe uma espécie de perdão histórico

Canto e Castro, o paradoxo de Belém

Por Luís Almeida Martins

O Presidente da República pode ser monárquico? Sim, pode... Eis o exemplo acabado desse contrassenso

António José de Almeida, o grande orador

Por António Ventura

Tribuno que inflamava as audiências, granjeou prestígio mesmo em setores republicanos que apoiaram inicialmente a ditadura, o que explica que um monumento lhe tenha sido erguido já na década de 1930

Manuel Teixeira Gomes, ideais sempre válidos

Por Jorge Sampaio

O Presidente cosmopolita e amante da paz visto pelo seu sucessor que lhe prestou homenagem há dez anos, na Argélia

Mendes Cabeçadas e Gomes da Costa, um poder efémero

Por José Tavares Castilho

A Revolução Nacional durante décadas evocada pelo Estado Novo foi tudo menos um movimento homogéneo

Óscar Carmona, benévolo para com Salazar

Por Ricardo Silva

Foi este militar quem abriu caminho ao ditador e lhe cqaucionou a longa estadia de décadas na chefia do Governo

A primeira viagem às colónias

Por Luís Pedro Cabral

Carmona foi o primeiro Chefe de Estado a visitar oficialmente o Ultramar, em 1938

O ‘efeito Delgado’

Por Rita Almeida Carvalho

Em 1959, o Presidente deixou de ser eleito por sufrágio direto. Ao colégio eleitoral de 1959 seguir-se-ia, em 1976, o sufrágio universal

Craveiro Lopes, incómodo para o regime

Por Vânia Maia

Ocupou a Presidência num período político delicado e seria o prenúncio do furacão que estava para vir. Acabou perseguido pela PIDE

Os Presidentes de Salazar

Por António Costa Pinto

O modelo de relacionamento entre a Presidência da República e a presidência do Conselho foi uma questão sempre em aberto ao longo da vigência da ditadura

Isabel II, a rainha de todas as visitas

Por Vânia Maia

O desembarque de Isabel II no Cais das Colunas assinalava o início de uma viagem triunfal. Mas o sucesso da visita não seria suficiente para travar o mundo em mudança - ou assegurar Craveiro Lopes em Belém

Américo Tomás, guardião do salazarismo

Por Susana Martins

Para muitos portugueses, ele é ainda o símbolo do Presidente «corta-fitas», mas a sua atuação política foi mais do que meramente decorativa

António de Spínola, o general e o princípio de Peter

Por Otelo Saraiva de Carvalho

Demitiu-se ao fim de cinco meses na Presidência, por incapacidade de compreender a situação pós-25 de Abril e de levar avante o seu projeto pessoal

Francisco da Costa Gomes, o homem certo

Por Vasco Lourenço

Superiormente inteligente e desconcertantemente simples, este grande chefe militar que odiava a guerra possibilitou que os capitães de Abril cumprissem as suas promessas

A primeira campanha eleitoral em liberdade

Por Emília Caetano

As principais forças políticas estavam de acordo, nas eleições de 1976, em que a democracia não era ainda suficientemente sólida para que Belém fosse entregue a um civil

António Ramalho Eanes, o militar-cidadão

Por Jorge Miranda

Toda a ação do primeiro Presidente eleito por sufrágio universal se pautou pela defesa e institucionalização da legalidade democrática

Mário Soares, um presidente modelar

Por Diogo Freitas do Amaral

Quase todos os portugueses se identificaram politicamente com ele, num momento ou noutro

Jorge Sampaio, referência democrática e de esquerda

Por Eduardo Ferro Rodrigues

A dissolução do Parlamento sem convocar eleições antecipadas marcou o mandato presidencial de um político cuja imagem é inteiramente compatível com a sua verdadeira natureza

Timor-Leste, o papel de um Presidente

Por Ana Gomes

Sampaio empenhou-se como cidadão na causa da independência do território e fê-la cumprir como Chefe de Estado

Cavaco Silva, a História julgará

Por Manuela Ferreira Leite

Sendo ainda prematura fazer uma avaliação da sua atuação, o respeotio pelo quadro das competências do arjo foi um dos traços dominantes dos seus mandatos

Histórias escondidas do Palácio de Belém

Por Alexandra Correia

De um lado os casamentos, os batizados e os velórios. Do outro a política, osd jogos de poder e as conspirações...

O outro Palácio

A Cidadela, em Cascais, é a residência de verão do Presidente

Segredos do protocolo

Por Pedro Vieira

Desde 1970 que os cerimoniais e as representações do Estado acompanham a carreira do embaixador Manuel Côrte-Real, que conhece esta matéria como poucos

As primeiras-damas

Por Elsa Santos Alípio

Uma viagem de mais de um século pela «outra metade» da Presidência da República