Segundo a imprensa australiana, a revista terá pago mais de 110 mil euros pelas imagens, que mostra Kate Middleton em biquini, numas férias com a família. A edição vai para as bancas na próxima segunda-feira, mas as fotografias já surgiram esta quarta-feira na revista italianhia Chi, propriedade do ex-primeiro-ministro Silvio Berlusconi.

O Palácio de St. James recusa comentar a decisão da Woman's Day, assim como o argumento de que as fotos foram tiradas por um turista e não por um fotógrafo profissional.

A editora da revista, Fiona Connolly, garante que não se trata de uma invasão de privacidade, uma vez que não se tratou de um fotógrafo "escondido atrás de arbustos", mas sim de alguém que também estava de férias e passeava na mesma praia que o príncipe William e a duquesa.

"Estava numa praia pública e andava no meio dos turistas", sublinha.

No ano passado, várias revistas publicaram fotos de Kate Middleton em topless, o que provocou um coro de indignação entre os britânicos e levou a família real a processar a revista francesa Closer.