Foi um acidente com o camião que transportava os felinos, na segunda-feira, que permitiu a intervenção dos ativistas. O veículo seguia para Guangdong, onde os animais seriam vendidos a restaurantes para serem servidos como comida, segundo as agências de notícias internacionais.

Os mais de mil gatos ficaram várias horas sem comer nem beber.