Às 08h00 da manhã desta quarta-feira, Cameron anunciou que, caso os conservadores vençam as eleições, será levado a cabo um referendo de sim ou não à permanência do país na União Europeia, considerando que os britânicos devem "ter uma palavra a dizer".

Antes da consulta, porém, o primeiro-ministro tenciona "renegociar" a relação do Reino Unido com a UE. Depois então, os britânicos fariam "uma escolha muito simples": aceitar o resultado nessas negociações ou deixar a União. 

"É altura de o povo britânico ter uma palavra a dizer. É tempo de assentar esta questão europeia na política britânica. Eu digo ao povo britânico: desta vez a decisão vai ser vossa", afirmou o líder dos conservadores.

No seu discurso, James Cameron manifestou-se ainda convicto de que o Reino Unido iria sobreviver fora da UE. No entanto, o país deve, considerou, "pensar muito bem" sobre as implicações da saída da União. "Se deixassemos a União Europeia, seria uma viagem sem volta", sublinhou.