As medidas já tomadas nesta última edição (2009/2010) permitirão uma poupança de energia ainda superior à obtida no último ano. Em 2008, o Programa ECO EDP evitou o desperdício de 680.000 MWh, o equivalente à electricidade consumida anualmente por 260.000 famílias que pouparam assim 66 milhões de euros.

Além do benefício económico, as acções agendadas terão também impacte ambiental. O aumento da eficiência energética evitará a emissão de 920.957 toneladas de CO2 para a atmosfera, o equivalente à pegada carbónica anual de 130.000 portugueses. Um objectivo chave na estratégia do grupo que elegeu a sustentabilidade ambiental como base do crescimento, visível na aposta simultânea nas energias renováveis e na promoção da eficiência energética.

A distribuição de 3.310 mil lâmpadas eficientes por todo o país, a clientes residenciais, a populações mais desfavorecidas, a escolas e a empresas industriais e de serviços fizeram parte das várias acções realizadas durante os anos de 2009 e 2010. O plano contemplou ainda a instalação de 1.600 relógios astronómicos  em iluminação pública.

A pensar na competitividade das empresas portuguesas, a EDP promoveu a substituição de lâmpadas menos eficientes por lâmpadas economizadoras à indústria e serviços. A componente pedagógica do Programa ECO EDP foi assegurada com a realização de acções em escolas, que recrutou jovens "embaixadores" de Eficiência Energética.

A generalidade dos consumidores tem ainda a possibilidade de visitar o site eco.edp.pt para descobrir como pode poupar energia, para simular os seus consumos e para saber qual é o seu perfil de consumidor de energia.

O Programa ECO EDP é co-financiado pela Entidade Reguladora do Sector Energético - ERSE, através do Plano de Promoção de Eficiência Energética (PPEC). Com esta parceria, a EDP associa-se ao regulador na defesa do meio ambiente e na qualidade de serviço no sector.