A notícia foi anunciada pela Apple, em comunicado interno nas lojas oficiais e a revendedores, e, a partir de 11 de junho, o primeiro modelo de iPhone será considerado peça de museu. Isto significa que não irão estar disponíveis mais atualizações nem qualquer tipo de assistência autorizada, mais conhecida como AppleCare, para o smartphone.

Nos Estados Unidos, o aparelho criado em 2007 irá passar a pertencer à categoria de produto "vintage"e ainda terá assistência durante algum tempo. A Apple considera produtos "vintage" os aparelhos lançados há mais de cinco anos enquanto os que têm mais de sete anos são considerados "obsoletos".

Na categoria de produtos "obsoletos" encontram-se também os computadores iMac G5 de 17 e 20 polegadas, o Mac Mini de 2005 e o PowerBook G4 também de 17 e 20 polegadas.

Os utilizadores do primeiro modelo de iPhone não irão poder usufruir de algumas atualizações como o novo IOS 7, que será apresentado em breve na WWDC 2013, conferência anual de desenvolvimento da Apple.

Consagrado em tempos a "Invenção do Ano 2007" pela revista Time, o destino do primeiro iPhone é agora sair do mercado, visto ser demasiado antigo e ultrapassado quando comparado com as novas edições.