Enquanto em 2011 Portugal surgia no grupo 1, de países que cumprem os requisitos norte-americanos no combate às formas modernas de escravatura, o país volta a estar entre os incumpridores no 12.º relatório anual sobre tráfico de pessoas, hoje apresentado pela secretária de Estado norte-americana Hillary Clinton.

Portugal, refere o documento, é país de destino, trânsito e fonte de adultos e crianças sujeitos a exploração sexual e trabalhos forçados.

Segundo o relatório anual, que avalia em 186 países e territórios o cumprimento dos padrões contra a "escravatura dos tempos modernos", nenhum país lusófono cumpre os critérios do departamento de Estado dos EUA.