Porto, 20 jul (Lusa) -- O PS acusou hoje o presidente da Câmara do Porto de "nervosismo descabido" e de esconder um "segredo" sobre o "misterioso" processo do "Aleixo", garantindo ter feito, na reunião camarária de terça-feira, 23 perguntas que ficaram sem resposta.

"Nem uma só destas perguntas obteve qualquer resposta. Como, aliás, aconteceu em ocasiões anteriores. Os vereadores do Partido Socialista têm, de há muito, outras tantas perguntas a fazer e outras tantas que já fizeram sobre este misterioso dossiê. Até quando será possível ao senhor presidente guardar o segredo que envolve a sua 'Operação Aleixo'?, questionam os vereadores do PS, em comunicado enviado hoje à Lusa.

Numa nota de imprensa com o título "Aleixo... Cada vez mais pó", o PS acusa ainda o gabinete de comunicação da autarquia de faltar à verdade, ao acusar a oposição de não ter feito perguntas concretas sobre o "Aleixo" na reunião do executivo de terça-feira.