"Foi uma noite péssima", relatou Rita Pontes, de 66 anos, que não consegue evitar as lágrimas de tristeza por uma tragédia que quase lhe bateu à porta.

"Nem sequer sei o que lhe diga, isto é uma tristeza", desabafou, olhos fixos no horizonte, onde o fumo teima em permanecer, e recordando os momentos em que a "aflição" se abateu sobre a família.