Passavam 15 minutos das 04h00 desta madrugada (03h15 em Lisboa), quando cerca de 40 carros anti-motim entraram na praça através de três ruas e, formando um círculo, rodearam a estátua equestre de Carlos III onde se concentrava o restante grupo de "indignados", obrigando  à saída dos manifestantes.

Algumas pessoas que não tinham deixado a praça sentaram-se ou deitaram-se no chão tendo sido retirados pela polícia que procedeu ainda a oito detenções.

Fontes policiais citadas pela agência Efe revelaram que as detenções foram realizadas em ruas adjacentes à praça da capital quando um grupo de cerca de uma centena de pessoas, em atitude descrita como "muito violenta" começou a lançar garrafas e outros objetos contra os agentes policiais.

Desordem pública, resistência e desobediência à autoridade são as acusações que enfrentam os detidos que pretendiam regressar à Puerta del Sol, o centro das atividades comemorativas do primeiro aniversário da criação do movimento 15M.