Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

  • Adília Lopes

    O que nos desarma em Adília Lopes é a impressão de que a mulher-a-dias desatou a escrever poesia. A estranheza que nos causa é a da erudição inesperada de uma doméstica, com todas as suas questões práticas e filosóficas passadas pela estética crua de versos sem um propósito de beleza, apenas a pragmática anotação dos tópicos.

  • Letras

    Luís Ricardo Duarte

    O arquipélago Valter Hugo Mãe

    Sente-se, muitas vezes, uma ilha, não só por a escrita ser um ato solitário, mas também por acreditar que "nunca ninguém chega perto o suficiente". Por isso, o mais que pode é convocar outras ilhas para, em conjunto, formarem um arquipélago. Antecipando o lançamento do seu novo romance, o primeiro depois de ter vencido, em 2012, o Prémio PT de Literatura do Brasil, o JL percorre toda a sua geografia afetiva, da família aos amigos e da literatura às viagens que lhe inspiram livros. Como a Islândia, cenário e protagonista de A Desumanização, que chega às livrarias na próxima sexta-feira, 20 de setembro, e que Miguel Real já leu. À sua crítica juntamos o depoimento de Miguel Gonçalves Mendes sobre o filme que está a rodar e que tem Valter Hugo Mãe como um dos seus atores principais. Tal como a Literatura Portuguesa da última década (ver completo em versão impressa)

  • Letras

    Miguel Gonçalves Mendes

    No corpo de deus

    A Desumanização, o novo romance de Valter Hugo Mãe, chega às livrarias na próxima sexta-feira, 20 de setembro. O JL dedica a capa desta edição ao escritor, desvendando a sua geografia afetiva, da família aos amigos, da literatura às viagens que lhe inspiram livros. Publicamos ainda a crítica de Miguel Real e um depoimento de Miguel Gonçalves Mendes, que aqui pode ler na íntegra

  • Visão Se7e

    1+1=1

    Assim se intitula a mais recente coleção da Vista Alegre Atlantis (VAA) que reabriu, na semana passada, a renovada loja na Baixa do Porto, uma das maiores a nível nacional da marca centenária de porcelanas portuguesa.

  • O inexplicável acontece...

    A entrega à causa da palavra garantiu-lhes lotações esgotadas e um ambiente próximo da utopia. As Quintas de Leitura comemoram 11 anos e demonstram que a poesia vale a pena

  • Sofia Guedes Vaz

    o nosso reino

    em vez de nos fecharmos no mundo conhecido podemos, como benjamim, percorrer uma estranha forma de vida e procurar, com arte e engenho, com inovação e com criatividade e com um espírito aventureiro e temerário, o caminho para um novo e misterioso mundo.