Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

  • Falo pouco, fico calado, a sentir. Dizer o quê? Se pudesse abrir o peito às pessoas e mostrar o que está dentro. Quanto mais gosto das pessoas mais emudeço

  • agora, que ela tem noventa anos, olho-a e não a vejo com a sua idade, vejo uma rapariga, igual à dos retratos antigos, alguns mais antigos que eu, às vezes contente, às vezes séria, ainda menina, ainda adolescente, ainda jovem mulher

  • Uma ambulância a chorar na avenida, coroada de lâmpadas azuis e encarnadas: deve ser a cozinheira a atravessar Lisboa. Lucília.

  • António Lobo Antunes

    Reúnem-se na pastelaria em cima, diante de um café que dura a tarde inteira, a dissertarem as fotografias das revistas

  • Há tantos automóveis a chegarem, porque carga de água não é o dele que chega? Passei de médico a doente, senhor, tive um cancro que o Henrique operou como só ele sabe fazer, sofri como um cachorro, radioterapia, quimioterapia, um internamento doloroso, venho para os exames periódicos

  • Cortei o cabelo, reparaste? Conheces estes brincos? O bâton rosado? Pensas que os homens não se interessam por mim? Ainda ontem me deram trinta e seis anos, não interessa quem, podes perguntar que não respondo. Estás a ler o jornal ou a dormir?