Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Inspirações árabes

Viajar com o Chef Kiko

Kiko Martins

Vegetais frescos, tostas ou tortilhas, a beringela vai bem com todos. A crónica de Kiko Martins na VISÃO

Daniel Guerra

É uma das melhores criações gastronómicas, que usa a beringela como protagonista. A primeira vez que provei esta iguaria fiquei surpreendido! É conhecida como a prima do húmus e, tradicionalmente, é consumida pelos árabes ao pequeno-almoço com pão pita e vários pickles e vegetais. Por aqui, costumamos adaptar como um dip de entrada, lanche ou um simples snack. O sabor da beringela combina muito bem com vegetais frescos, tostas e até tortilhas.

Baba Ganoush

Ingredientes
Para 4 pessoas

4 beringelas
6 colheres de sopa de azeite
2 dentes de alho
1 colher de sopa de hortelã picada
2 colheres de sopa de nozes
2 colheres de sopa de tahini
2 colheres de café de cominhos
Sal fino q.b.
Pimenta-preta q.b.

Preparação
Corte as beringelas ao meio e disponha numa travessa com azeite.
Leve ao forno durante 30 minutos a 220 graus.
Pique os dentes de alho, a hortelã e as nozes.
Retire as beringelas do forno e, com a ajuda de uma colher, retire o interior de cada beringela.
Pique este recheio das beringelas e misture com os restantes ingredientes.

Kiko Martins

Kiko Martins

Nascido no Rio de Janeiro, em 1979, Kiko Martins – que prefere ser tratado por Chef Kiko – licenciou-se em Gestão, mas rapidamente percebeu que o seu futuro passava pela cozinha. Em Paris, ingressou na escola Le Cordon Bleu, tendo depois passado por restaurantes como Ledoyen, AM Le Bistro, The Fat Duck e Eleven. Tornou-se conhecido do grande público por causa de uma viagem: uma volta ao mundo realizada em 2010 na qual visitou 26 países. De então para cá, abriu cinco restaurantes em Lisboa (O Talho, A Cevicheria, O Asiático, O Surf & Turf e O Poke), tornando-se, aos 39 anos, numa das caras da nova cozinha portuguesa.