Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

A importância de um toque especial

Viajar com o Chef Kiko

Kiko Martins

Do sabor à textura, a farofa valoriza qualquer refeição. A sétima crónica de Kiko Martins na VISÃO

Daniel Guerra

Não posso mentir: sou um grande farofeiro! Não há refeição que não fique melhor com uma boa farofa. Seja carne, peixe ou até uma refeição vegetariana, uma farofa bem saborosa dá sempre aquele toque especial, tanto em textura como em sabor. É, sem dúvida, um extra que vale a pena ter sempre na mesa.

Farofa Matuta

Ingredientes
Para 4 pessoas

100 g de manteiga
100 g de bacon
4 dentes de alho picados
1 cebola branca picada
250 g de farinha de mandioca
4 ovos cozidos
100 g de couve--mineira
Flor de sal q.b.

Preparação
Aqueça a manteiga numa frigideira, junte o bacon, o alho e a cebola, e deixe saltear durante 3 minutos.
Acrescente a farinha de mandioca e deixe tostar, em lume brando, durante mais 10 minutos.
Junte os ovos cozidos, grosseiramente picados, e a couve--mineira cozida.
Tempere com flor de sal a gosto.

Kiko Martins

Kiko Martins

Nascido no Rio de Janeiro, em 1979, Kiko Martins – que prefere ser tratado por Chef Kiko – licenciou-se em Gestão, mas rapidamente percebeu que o seu futuro passava pela cozinha. Em Paris, ingressou na escola Le Cordon Bleu, tendo depois passado por restaurantes como Ledoyen, AM Le Bistro, The Fat Duck e Eleven. Tornou-se conhecido do grande público por causa de uma viagem: uma volta ao mundo realizada em 2010 na qual visitou 26 países. De então para cá, abriu cinco restaurantes em Lisboa (O Talho, A Cevicheria, O Asiático, O Surf & Turf e O Poke), tornando-se, aos 39 anos, numa das caras da nova cozinha portuguesa.