Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Arroz com todos

Viajar com o Chef Kiko

Kiko Martins

Como, de repente, numa só receita, Portugal fica mais perto da Ásia. A segunda crónica de Kiko Martins na VISÃO

Somos os asiáticos da Europa. É incontornável: gostamos de arroz e gostamos, sobretudo, de o misturar com (quase) tudo. É comum termos no frigorífico lá de casa aquelas sobras que teimam em não acabar. Esta receita é uma ótima maneira de utilizar o nosso tão adorado arroz, salteando com legumes e acrescentando, no final, um ovo estrelado. Um prato muito fácil, que nos faz viajar pela complexidade dos sabores asiáticos com um simples toque de molho de soja e gengibre.

Arroz salteado com legumes e ovo estrelado

Ingredientes
Para 4 pessoas

200 g de arroz cozido (preferencialmente Basmati)
100 g de rebentos de soja
1 cenoura cortada em cubos pequenos
1 cebola roxa picada
2 colheres de chá de gengibre fresco picado
3 dentes de alho picados
2 colheres de sopa de cajus fritos
Coentros picados q.b.
Manjericão picado q.b.
Cebolete picado q.b.
6 colheres de sopa de molho de soja
3 colheres de sopa de óleo de sésamo
3 colheres de sopa de óleo de girassol
2 colheres de sopa de manteiga
4 ovos

Preparação
Comece por aquecer o óleo de girassol numa frigideira ou wok. Adicione primeiro os rebentos de soja, a cenoura, a cebola roxa, o gengibre e o alho picado. Salteie durante 3 minutos em lume alto. De seguida, acrescente o arroz previamente cozido e misture tudo. No final, junte os coentros, o manjericão, o cebolete e o caju. Acrescente o molho de soja e o óleo de sésamo. Numa outra frigideira antiaderente, frite os ovos estrelados em manteiga. Sirva o arroz com o ovo estrelado.

Daniel Guerra

Kiko Martins

Kiko Martins

Nascido no Rio de Janeiro, em 1979, Kiko Martins – que prefere ser tratado por Chef Kiko – licenciou-se em Gestão, mas rapidamente percebeu que o seu futuro passava pela cozinha. Em Paris, ingressou na escola Le Cordon Bleu, tendo depois passado por restaurantes como Ledoyen, AM Le Bistro, The Fat Duck e Eleven. Tornou-se conhecido do grande público por causa de uma viagem: uma volta ao mundo realizada em 2010 na qual visitou 26 países. De então para cá, abriu cinco restaurantes em Lisboa (O Talho, A Cevicheria, O Asiático, O Surf & Turf e O Poke), tornando-se, aos 39 anos, numa das caras da nova cozinha portuguesa.