Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

E se Camões tivesse nascido no Porto?

Volvidos muitos anos depois da atribuição do nome do autor de “Os Lusíadas” a uma rua do Porto, começou a aventar-se a hipótese de o poeta podia ter nascido aqui, no velho burgo portucalense. Vamos ao assunto

Em 1839, a Câmara do Porto deu, a uma das suas artérias, o nome do poeta imortal: Camões. Estava-se em pleno liberalismo. A autarquia portuense, possivelmente pela primeira vez, dava a uma rua da cidade o nome de uma personalidade que nada tinha a ver com o Porto. Ou teria?

É que, volvidos muitos anos depois da atribuição do nome do autor de “Os Lusíadas” a uma rua do Porto, começou a aventar-se a hipótese de o poeta podia ter nascido aqui, no velho burgo portucalense. Vamos ao assunto.

Há coisa de oitenta anos, andando a ler “velhos manuscritos” no arquivo da Santa Casa da Misericórdia do Porto, o historiador Artur de Magalhães Basto topou com um documento, cujo conteúdo girava à volta de um pleito originado pela herança que deviam receber os filhos de um tal Álvaro Rebelo, sogro de Simão Vaz de Camões, primo e co-irmão homónimo do pai do poeta. Como intervenientes na demanda apareciam citados, além do referido Simão Vaz, um tal Luis de Camões ou Luis Vaz de Camões.

Ora, quem seria este Luis de Camões ou Luis Vaz de Camões que aparece citado no tal documento em que se discute o direito à herança do tal Álvaro Rebelo? Seria o nosso laureado poeta? O documento em questão é do século XVI, uma época em que eram conhecidas três pessoas com o nome de Luis de Camões, mas só o poeta se chamava Luis Vaz de Camões.

Quisemos conhecer o tal documento, para o ler, naturalmente, se possível. Soubemos que, por se tratar de papeis que eram de particulares, foram, há muitos anos, devolvidos aos seus respetivos donos. Papeis que, porventura, se perderam já, irremediavelmente. E assim se perdeu também a hipótese de saber se Camões nasceu, ou não, no Porto.

Que o poeta tinha parentes nesta cidade, parece não merecer a menor dúvida. Que Camões tivesse nascido no Porto, até hoje ainda ninguém fez disso prova documental, como se exige. O que não quer dizer que um dia não se venha a saber se ele nasceu efetivamente na cidade a que ele próprio se referiu como sendo a:

… leal cidade donde teve

origem (como é fama) o nome eterno

de Portugal