Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Sandra Duarte Tavares

Sandra Duarte Tavares

LINGUÍSTICA PORTUGUESA

5 qualidades de um líder de sucesso

Getty Images

Deseja ser um líder de referência, um modelo a seguir? Na crónica de hoje, partilho consigo cinco atributos que, do meu ponto de vista, fazem de um líder um exemplo inspirador.

1. Comunicar com rigor

Hoje em dia, e mais do que nunca, a competência linguística, associada ao domínio da comunicação oral e escrita, assume um valor sociocultural de relevo, promovendo aceitação e credibilidade social.

Sempre que cometemos um erro ortográfico ou gramatical, seja em contexto familiar, social ou profissional, podemos ser alvo de troça por quem nos rodeia. Agora, imagine um “póssamos”, um “fostes” ou um “a gente vamos” ditos por um líder diante da sua equipa, parceiros e chefia. Por muito competente que ele seja no seu domínio profissional, é imediatamente considerado como menos eficiente. Quando assumimos um cargo de liderança, devemos ter uma atenção redobrada com a nossa comunicação, pois somos cada vez mais avaliados pela forma como utilizamos a língua.

Um líder de sucesso sabe que, para projetar uma imagem positiva e credível, a sua comunicação deve exibir um elevado padrão de excelência linguística.

2. Comunicar com empatia

A palavra empatia designa a capacidade de compreendermos emocionalmente o outro e de nos identificarmos com ele. Significa olhar o mundo com os seus olhos, a partir do seu ponto de vista. E porquê colocarmo-nos no lugar do outro? Porquê “calçar os seus sapatos?” Porque desejamos estabelecer um bom relacionamento com os outros. Desejamos relações pessoais e profissionais saudáveis e felizes.

Comunicar com empatia tem que ver com as palavras que escolhemos e com a forma como as utilizamos em diferentes situações comunicativas, com vista a criar uma ligação emocional com o nosso interlocutor. Na verdade, não se trata do que dizemos, mas, sim, como dizemos.

Um líder de sucesso sabe que o primeiro passo para uma comunicação empática é tratar o seu interlocutor pelo seu nome. O nome próprio é, sem dúvida, a palavra mágica que cria uma ligação emocional imediata com quem comunicamos.

3. Falar menos. Ouvir mais

Um líder de sucesso está atento ao seu próximo, fala menos, ouve mais.

Nunca seremos bons líderes, se não formos bons ouvintes. Ouvintes atentos, que escutam não só com os ouvidos, mas com os olhos, com o sorriso, com a alma. Genuinamente interessados no outro. A este tipo de atenção dedicada e exclusiva os especialistas chamam escuta ativa. Escuta ativa é uma escuta atenta e emocional; é não só ouvir o outro com total concentração, mas também compreender o seu ponto de vista.

Vivemos num mundo repleto de ruído. Precisamos cada vez mais de silêncio, precisamos cada vez mais de parar para escutar quem reclama a nossa atenção. No meio empresarial, há colaboradores infelizes por não se sentirem ouvidos. Colaboradores, fornecedores, clientes, todos desejam atenção. Um cliente que não se sente ouvido pode ser um cliente perdido para sempre.

Escutar genuinamente o outro é, sem dúvida, uma das nobres qualidades de um líder de sucesso.

4. Evitar batalhas verbais

“A única forma de vencer uma discussão é evitá-la”. Este é um sábio conselho de Dale Carnegie, um dos mestres da inteligência emocional.

Não é difícil adivinhar como termina a maior parte das discussões: com cada pessoa ainda mais convencida da sua absoluta razão. Mas por que motivo é raro conseguirmos vencer uma discussão? Porque é que parece inútil tentar provar por A + B que a razão está do nosso lado, mostrando ao outro a fragilidade dos seus argumentos?

A resposta é simples: quando dizemos ao nosso interlocutor que ele está errado, não estamos a atacar a sua opinião, mas, sim, o seu orgulho e autoestima. Mesmo que estejamos certos e consigamos apresentar os nossos argumentos solidamente fundamentados, o nosso interlocutor sentir-se-á ferido no seu orgulho e inteligência. Se argumentarmos bem e vencermos a discussão, a vitória é nossa, mas abriremos a garrafa de champanhe sozinhos!

Um líder de sucesso evita batalhas verbais e procura resolver um conflito com assertividade.

5. Resolver um conflito com assertividade

Conhece aquelas pessoas que, numa situação de conflito, nunca se exaltam, não elevam o tom de voz, nunca “estalam o verniz”?

Entre um estilo de comunicação mais passivo e um estilo mais agressivo, encontra-se a comunicação assertiva, cada vez mais utilizada em gestão de conflito pelos líderes inspiradores. A palavra assertividade significa afirmação. Comunicar de forma assertiva é mostrar a nossa posição com objetividade, convicção, segurança, respeitando sempre a posição do outro.

O líder que usa este estilo de comunicação fá-lo, normalmente, com clareza e serenidade: articula corretamente as palavras, fala pausadamente, não eleva o tom de voz e nunca permite que a ira o domine, mesmo que “o clima comece a aquecer”. Tem uma enorme sensibilidade emocional, porque se coloca no lugar do seu interlocutor, respeitando sempre as suas ideias e discordando sempre com diplomacia.

Um líder inspirador, na gestão de um conflito, evita batalhas verbais, é tardio em irar-se e controla a sua impulsividade. Tem plena consciência de que o sucesso das suas relações pessoais e profissionais está no poder das palavras.

Sandra Duarte Tavares

Sandra Duarte Tavares

LINGUÍSTICA PORTUGUESA

Sandra Duarte Tavares é mestre em Linguística Portuguesa pela Faculdade de Letras de Lisboa e professora no Instituto Superior de Comunicação Empresarial (ISCEM). É colaboradora da RTP em programas televisivos e radiofónicos sobre Língua Portuguesa e autora de 10 livros técnicos sobre Língua Portuguesa e Comunicação. Conta ainda com 10 anos de experiência como consultora linguística e formadora de Comunicação para Executivos, nas áreas de Effective Communication, Business Writing e Public Speaking.