Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Eduardo Bastos

Eduardo Bastos

Medicina Dentária

Impacto social e económico do seu sorriso

Bolsa de Especialistas

Eduardo Bastos

DR

Em que situações os nossos dentes podem causar desconforto? E como cuidar dos seus dentes é extremamente importante se quiser progredir na vida

Hoje trago-vos um tema bastante pertinente para os dias que correm, numa sociedade cada vez mais exigente a nível estético mas também com um ritmo alucinante de atividade e, a par disso, de stress.

Se foi abençoado com dentes saudáveis ​​e perfeitamente alinhados, então já é meio caminho andado para ter a vida um pouco mais facilitada.

Quer se trate de uma mordida desalinhada, cárie dentária, desalinhamento, descoloração ou falta de dentes, infelizmente, estes são alguns sinais de uma boca pouco saudável. Mas, para muitos, a saúde oral não é a única preocupação mas o declínio da aparência física que leva ao colapso emocional e psicológico.

Como vivemos em uma sociedade mais autoconsciente, onde ser “bonito” é praticamente tudo, ter dentes “estragados” está tornar-se culturalmente pouco aceite.

Apesar de não podermos negar que todos nós gostamos de parecer fabulosos, uma vez que aumenta a nossa confiança e auto-estima, a intensa ênfase nos meios de comunicação e redes sociais faz-nos sentir como se não houvesse alternativa!

Às vezes, todos nós julgamos de forma injusta pessoas com dentes aparentemente muito degradados, mesmo em casos que está para além do controle delas dando aos dentes o poder de causar um forte impacto na nossa vida diária.

Em que situações os nossos dentes podem causar desconforto na nossa vida?

1. Encontrar um relacionamento

É uma verdade incontornável, dentes degradados equivalem a dificuldade em manter ou ter um relacionamento. Talvez não literalmente, mas é muito mais difícil encontrar um novo parceiro de namoro, já que as estatísticas revelam que os dentes estragados são, certamente, um dos principais motivos por que muitos relacionamentos não passam do primeiro encontro.

Imagine-se a ir a um encontro com alguém atraente que condiz com tudo o que gosta em alguém, mas quando fala consigo ou sorri esse quadro todo desaparece.

Sejamos honestos, isso afastaria logo a vontade de marcar outro encontro!

Pode nunca ter acontecido consigo, mas os dentes são um dos principais pontos de atenção numa primeira impressão, pois é a primeira coisa para a qual as pessoas olham e se lembram. Grande parte das pessoas tendem a ser instantaneamente atraídos por aqueles que aparentam ter uma estética dentária impecável.

2. Inibir-se de sorrir

Já reparou que há pessoas que não sorriem e quando o fazem esboçam um sorriso apenas labial ou escondem-no com a mão?

As pessoas com dentes degradados evitam sorrir porque sentem vergonha.

Infelizmente, num mundo dominado por valores estéticos, dentes estragados são considerados pouco atraentes e as pessoas evitam sorrir por causa dos estigmas que existem.

As pessoas tendem a pensar que pessoas com dentes degradados têm preguiça de se preocupar com os dentes, têm uma dieta desequilibrada e um estilo de vida inadequado ou até mesmo de um nível socioeconómico mais baixo.

A verdade é que um sorriso é um símbolo de positividade e proporciona muitos benefícios na vida como reduzir o stress e incentivar a um pensamento mais positivo.

Embora o sorriso faça parecer dez vezes mais atraente, dá uma impressão melhor de si mesmo, já que as pessoas tendem a pensar que pessoas felizes, alegres e agradáveis são as pessoas que sorriem mais.

Antes de guardar ressentimentos contra as pessoas que não sorriem lembre-se que elas se podem estar a esconder por trás do seu sorriso.

3. Diminuir a confiança em público

Quando há reuniões sociais já reparou que há sempre alguém que não sorri e não intervém?

Muitas vezes, as pessoas estão ansiosas por se juntarem à conversa, mas têm medo de serem julgadas pelos seus dentes diminuindo a sua confiança e dando-lhes baixa auto-estima.

Alguns de nós também tem o hábito de olhar para as coisas que consideramos desagradáveis, assim como as coisas que achamos atraentes, pois estimula o interesse, a admiração e a curiosidade.

As pessoas com dentes degradados evitam os “holofotes” e enquanto assistem a outras pessoas com dentes “perfeitos” a rir e a conversar tentam não chamar a atenção para evitarem serem julgados.

Em alguns casos, os dentes degradados podem afetar a sua maneira de falar e por isso pode ser difícil manter relacionamentos sociais quando as pessoas fazem um esforço para o entender.

Quando encontrar alguém a agir timidamente numa multidão, lembre-se de que o nível de confiança dessa pessoa pode não ser tão alto como o seu por causa do seu sorriso.

4. Discriminação no local de trabalho

Como já deve saber, a aparência física pode influenciar a sua oportunidade de conseguir um emprego.

Os empregadores dão sempre importância à aparência física de uma pessoa pois demonstra que é competente, apaixonado e sério.

Numa entrevista as pessoas fazem um grande esforço por parecerem bem preparados e profissionais por forma a causar uma boa impressão.

No mundo dos negócios, os empregadores estão muito conscientes da aparência dentária dos funcionários e pode ser um fator decisivo para que algumas pessoas sejam afastadas de um trabalho em particular.

Embora a competência ainda seja essencial para o trabalho se tivessem que escolher entre candidatos igualmente qualificados provavelmente escolheriam o candidato mais atraente, ou aquele cujos dentes têm melhor aparência.

Este facto explicaria por que as pessoas com bons dentes têm mais probabilidades em serem ricas e bem-sucedidas uma vez que dentes degradados dificultam a sua atividade social, impedindo-os de progressão na carreira e/ ou ter uma carreira de sucesso.

Portanto se tiver dentes bonitos é mais provável que seja escolhido para oportunidades de emprego e progrida na vida mais do que aqueles que não os têm assim.

Resumindo, sem dúvida que se os seus dentes estão em condições saudáveis pode não ter percebido até que ponto está em vantagem na sociedade e é algo que não deveria dar por garantido uma vez que a manutenção de dentes saudáveis carece de uma boa higiene oral e visitas regulares ao dentista.

Cuidar dos seus dentes é extremamente importante se quiser progredir na vida uma vez que não fazer isso pode resultar em grandes desvantagens sociais, psicológicas e até económicas.

Eduardo Bastos

Eduardo Bastos

Medicina Dentária

Licenciado em Medicina Dentária, tem várias Pós-graduações em áreas especificas como Cirurgia Avançada de Implantes e Tecidos Moles, Implantologia e Estética Dentária. Sempre muito dedicado à vertente da implantologia e cirurgia oral, participou em várias palestras nesse âmbito. A sua experiência profissional incide na Reabilitação Oral integral, com forte componente estética. Participou em alguns programas de televisão dedicados à saúde oral e estética dentária e é muitas vezes convidado para rubricas de informação de medicina dentária. Sempre projectou ter o seu próprio espaço, com um ambiente que correspondesse às suas paixões e uma prática clínica sempre avançada/ atualizada, proporcionando um cuidado de excelência como sempre o fez. Foi em 2016 que deu estrutura ao seu sonho com a Clinica Mint (http://mint.pt ) em Lisboa.