Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

'Dupes' e a democratização do luxo?

Quando compramos uma carteira (mesmo!) quase igual àquela da marca X, caríssima, por uma fração do preço estamos mesmo a fazer um bom investimento? Conheça as sugestões low cost de alguns dos itens de luxo mais procurados de sempre

A verdade é que os desejos de consumo de qualquer mulher que goste de moda passam muitas vezes por peças que estão além do alcance financeiro ou que, no mínimo, causariam algum desconforto no orçamento pessoal. Provavelmente já desejou comprar uma carteira que estava acima do budget pretendido, mas aquele modelo, o padrão (e as fotos que viu de outras mulheres com ela nas redes sociais) não lhe saíam da cabeça e acabou por ceder à tentação do crédito. Ou isso, ou comprou um dupe.

Será que a facilidade de acesso a estes dupes, peças que são idênticas às de alta-costura e que representam alternativas low cost, disseminadas pelas milhares de marcas de vestuário de produção e consumo rápidos, veio democratizar o acesso ao luxo?

O design pode ser semelhante mas a qualidade dos materiais e consequente durabilidade do produto é inferior e, se isto não for suficiente, é preciso reforçar que o trabalho artístico e processo criativo do designer, bem como o trabalho de produção, muitas vezes manual, também valoriza o produto que, consequentemente, se torna mais caro.

Fazer um investimento numa peça que lhe vai durar a vida toda será sempre acertado, principalmente quando falamos de modelos clássicos e que transitam entre gerações, representa alguma exclusividade, não só pela marca em si, mas pela intemporalidade do produto, pela sua escassez e consequente valorização futura.

Claro que, com um budget reduzido, este investimento faz sentido se falarmos de peças clássicas, os best sellers, e não de tendências do momento, que na próxima estação já não irá usar. Nesses casos, opte por peças inspiradas, que sirvam o objetivo e complementem os seus looks com elegância, mas que não sejam réplicas.

Conheça as sugestões low cost que lhe deixamos de alguns dos itens de luxo mais procurados de sempre e inspire-se

1. Carteira Classic Flap, Chanel, 3.100 euros
1 / 18

1. Carteira Classic Flap, Chanel, 3.100 euros

1. Carteira, Mango, 25,99 euros
2 / 18

1. Carteira, Mango, 25,99 euros

1. Carteira, Uterqüe, 150 euros
3 / 18

1. Carteira, Uterqüe, 150 euros

2. Stilettos So Kate, Louboutin, 545 euros
4 / 18

2. Stilettos So Kate, Louboutin, 545 euros

2. Stilettos, Aldo, 99,95 euros
5 / 18

2. Stilettos, Aldo, 99,95 euros

2. Stilletos, Schutz, 99,80 euros
6 / 18

2. Stilletos, Schutz, 99,80 euros

3. Pulseira Love, Cartier, 6.050 euros
7 / 18

3. Pulseira Love, Cartier, 6.050 euros

3. Bangle, Cortefiel, 19,99 euros
8 / 18

3. Bangle, Cortefiel, 19,99 euros

3. Bangle, Swarovski, 99 euros
9 / 18

3. Bangle, Swarovski, 99 euros

4. Loafers Marmont, Gucci, 890 euros
10 / 18

4. Loafers Marmont, Gucci, 890 euros

4. Loafers, Massimo Dutti, 89,95 euros.
11 / 18

4. Loafers, Massimo Dutti, 89,95 euros.

4. Loafers, Zara, 45,95 euros
12 / 18

4. Loafers, Zara, 45,95 euros

5. Anel B.Zero1, Bvlgari, 1.940 euros
13 / 18

5. Anel B.Zero1, Bvlgari, 1.940 euros

5. Anel, Bimba Y Lola, 19 euros
14 / 18

5. Anel, Bimba Y Lola, 19 euros

5. Anel, Tous, 135 euros
15 / 18

5. Anel, Tous, 135 euros

6. Carteira Drew, Chloé, 1.290 euros
16 / 18

6. Carteira Drew, Chloé, 1.290 euros

6. Carteira, Parfois, 23,99 euros
17 / 18

6. Carteira, Parfois, 23,99 euros

6. Carteira, Stradivarius, 12,99 euros
18 / 18

6. Carteira, Stradivarius, 12,99 euros

Inês Margarida Martins

Inês Margarida Martins

MODA

Inês Margarida Martins é licenciada em jornalismo pela Escola Superior de Comunicação Social e exerce atualmente funções de marketing de moda. Apaixonada por moda e beleza, foi editora e produtora de moda na revista Cosmopolitan Portugal. Entre os seus trabalhos de styling e produção, contam-se mais de uma dezena de capas nacionais e quase duas dezenas de editoriais de moda, além de quatro especiais de moda com total de mais de 200 páginas. Internacionalmente, viu por duas vezes produções assinadas por si em publicações em Espanha e no Vietnam. Foi também publicista na agência de modelos L’Agence, onde exerceu funções de publicista e assessora de imprensa de várias figuras púbicas nacionais, ajudando a gerir a sua imagem. Otimista e entusiasta, acredita que o melhor está sempre por vir – e que está tudo na atitude!