Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Eduardo Bastos

Eduardo Bastos

Medicina Dentária

Aparelho invisível: Será este sistema ortodontico o futuro?

Este sistema, não tem fios metálicos, elásticos ou brackets. E permite que as pessoas comuniquem, comam e sorriam sem mostrar qualquer indício de metal ou fio nos dentes

Há vinte anos, a ideia de fazer um tratamento ortodontico aliado à estética e ao conforto era impensável. Em 1998 nasce um sistema de correcção dentária que revolucionou esta especialidade (ortodontia) - o aparelho invisível.

Resumidamente neste sistema, não existem fios metálicos, elásticos ou brackets. Consiste em uma série de alinhadores (do género de moldeiras), desenhados especificamente para aquele paciente durante um determinado número de meses (consoante o caso), transparentes, confortáveis e removíveis.

Os alinhadores são personalizados e usados aproximadamente 22 horas por dia, produzindo assim excelentes resultados. Cada alinhador é usado por cerca de duas semanas altura que se faz a troca desse alinhador pelo seguinte da série. Cada alinhador guia suavemente os dentes para a posição ideal para determinado paciente e gradualmente se vai atingindo o resultado esperado. São confortáveis e removíveis, tornando a higiene oral diária mais eficaz e a restrição alimentar deixa de existir como existe no tratamento ortodontico fixo.

De todos os benefícios que o uso deste aparelho tem o principal é o facto de serem praticamente invisíveis! Os alinhadores permitem que as pessoas comuniquem, comam e sorriam sem mostrar qualquer indício de metal ou fio nos dentes.

Veio revolucionar a ortodontia principalmente nos adultos tornando o tratamento mais atraente para quem ainda vai bem a tempo de endireitar os seus dentes sem o recurso a um aparelho normalmente conotado como tratamento para os adolescentes.

Sem dúvida que os aparelhos invisíveis são o tratamento de eleição aliado à estética dentária. Durante o tratamento é ainda possível fazer branqueamento com toda a segurança mantendo o nível estético muito superior ao aparelho convencional fixo durante o qual isso não é possível.

Será este sistema ortodontico o futuro?

Eduardo Bastos

Eduardo Bastos

Medicina Dentária

Licenciado em Medicina Dentária, tem várias Pós-graduações em áreas especificas como Cirurgia Avançada de Implantes e Tecidos Moles, Implantologia e Estética Dentária. Sempre muito dedicado à vertente da implantologia e cirurgia oral, participou em várias palestras nesse âmbito. A sua experiência profissional incide na Reabilitação Oral integral, com forte componente estética. Participou em alguns programas de televisão dedicados à saúde oral e estética dentária e é muitas vezes convidado para rubricas de informação de medicina dentária. Sempre projectou ter o seu próprio espaço, com um ambiente que correspondesse às suas paixões e uma prática clínica sempre avançada/ atualizada, proporcionando um cuidado de excelência como sempre o fez. Foi em 2016 que deu estrutura ao seu sonho com a Clinica Mint (http://mint.pt ) em Lisboa.