Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Pedro Correia

Pedro Correia

EXERCÍCIO E BEM-ESTAR

11 sugestões para se manter em forma na praia

Bolsa de Especialistas

Pedro Correia

Vantagens e dicas para praticar exercício nas férias à beira-mar

© Mike Blake / Reuters

Nesta altura do ano um dos destinos com maior afluência são as praias, mas ir para a praia, de férias ou em passeio não é sinónimo de não podermos treinarmuito pelo contrário, podemos e devemos aproveitar o ambiente descontraído e agradável da praia para fazer exercício físico. Mesmo para quem ainda não se iniciou na prática de exercício físico este é um bom meio para se iniciar e para aqueles que já praticam atividade física é uma excelente forma de fugir à rotina e treinar num ambiente diferente.

A areia por si só apresenta uma resistência extra tornando os exercícios mais desafiantes e difíceis, consequentemente queimamos mais calorias o que ajuda na perda de peso.

Apesar de apresentar uma resistência extra a areia é melhor ou “mais suave” para as articulações uma vez que ajuda na absorção do impacto do exercício minimizando assim o choque e a probabilidade de lesão (devido ao impacto).

Os treinos na praia são também bastante benéficos para a nossa capacidade cardiovascular.

Pelo menos numa fase inicial deverá correr na praia de tênis pois para quem não está habituado pode ser um esforço muito grande para os tendões, que poderão não estar suficientemente fortalecidos o que pode levar a contrair entorses mais facilmente.

Para além do calçado, numa fase inicial deverá correr junto ao mar pois a variação de piso não será tão acentuada uma vez que a areia é mais dura junto ao mar.

Normalmente ou maioria das praias não são planas logo deveremos ter em atenção para não correr em planos muito inclinados para que a postura ser a mais correta possível, evitando assim sobrecargas musculares.

Atenção à intensidade e ao tempo de treino pois como já referi, treinar na praia/areia é mais duro logo deveremos adaptar o treino em função disso.

Tanto o mar como a luz do sol e som têm um efeito relaxante sobre o corpo aliviando assim o stress do dia-a-dia e ajudando a dormir melhor.

A exposição ao sol facilita na reposição (natural) da vitamina D, vitamina essencial para o corpo humano.

A água salgada tem propriedades antibacterianas e antifúngicas o que é excelente para combater infeções externas.

A areia tem um efeito esfoliante na pele removendo as células mortas.

As idas à praia aumentam os nossos níveis de iodo que consequentemente aumentam os nossos níveis de energia.

O que podemos fazer na praia:

Existem imensas atividades físicas que podemos fazer na praia, quer seja na areia, quer seja no mar:

1 - Nadar 250kcal/h: boa forma de exercitar o corpo todo de uma forma simples.

2 - Surf 600kcal/h: considerado uma atividade física radical em que trabalhamos o equilíbrio e a coordenação;

3 - Paddle 400kcal/h: atividade em que trabalhamos também bastante o equilíbrio e a remada;

4 - Caiaque 200kcal/h: atividade física em que trabalhamos a resistência muscular;

5 - Kitesurf 450kcal/h: trabalho intenso de equilíbrio exigindo alguma força nos membros inferiores e no abdominal. Requer coordenação aquando das acrobacias.

6 - Raquetes 250kcal/h: excelente atividade de lazer com amigos ou familiares em que trabalhamos não só a coordenação como também a precisão;

7 - Futebol 660kcal/h: exige força nos membros inferiores, trabalha não só a força explosiva como a resistência, bom treino de estabilidade e coordenação;

8 - Futvolei 500kcal/h: excelente trabalho de membros inferiores, coordenação e precisão;

9 - Voleibol 500kcal/h: ótima atividade para se trabalhar membros inferiores e braços, bom trabalho também de impulsão e de coordenação;

10 - Corrida 370kcal/h: trabalho de resistência cardiorrespiratória;

11 - Exercícios calisténicos (trabalho com o peso do corpo): dependendo do ou dos exercícios que escolhermos podemos incidir mais ou menos em diferentes partes/segmentos do corpo.

CUIDADOS A TER:

Embora seja um excelente local para treinar por todas as razões que já mencionei, existem alguns riscos a ter em conta, tais como: queimaduras solares, desidratação e lesões (devido à instabilidade da superfície aumentando assim as hipóteses de contrair uma entorse).

Relativamente à desidratação, que se define como uma perda de água do corpo superior à consumida seguida de alterações nas concentrações de sódio, potássio e eletrólitos, recomenda-se que:

- Consuma cerca de 250 ml a 600 ml de líquidos sensivelmente 2 horas antes de praticar qualquer tipo de exercício.

- Durante a atividade física deve-se ingerir líquidos em intervalos regulares, a cada 20 minutos.

Para além da água temos também as bebidas desportivas que são compostas normalmente por hidratos de carbono e eletrólitos e que contribuem para um melhor desempenho.

Uma boa hidratação é essencial para a saúde e o bem-estar.

Praticar exercício físico ao ar livre mais propriamente na praia é uma excelente forma de aproveitar o clima de verão, tornando o seu treino numa experiência ainda mais agradável.

Bons treinos e boas férias!

Pedro Correia

Pedro Correia

EXERCÍCIO E BEM-ESTAR

O desporto sempre fez parte da sua vida: jogou futebol e rugby, faz surf e pratica boxe e full-contact. Licenciado em Educação Física e Desporto pela Universidade Lusófona, o treinador de 33 anos está a tirar um mestrado em Treino Desportivo, com especialização em Treino de Alto Rendimento. Atualmente é Personal Trainer e Fitness Manager Trainee no Holmes Place, e foi coordenador do Programa Peso Vital, um plano completo de treino e nutrição de 12 meses que visa combater a obesidade.