Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Margarida Vieitez

Margarida Vieitez

RELAÇÕES

RELAÇÕES

Pessoas tóxicas: mantenha a distância

Andam por aí, são tóxicas, e podem retirar-lhe a energia e o prazer de viver! Mas, só se permitir!

Todos os dias, pessoas e mais pessoas, passam por si, relacionam-se consigo, vivem consigo.

Pessoas sorridentes, com rostos felizes, expressões brilhantes e olhos cintilantes. Pessoas tristes, com rostos carregados, expressões sem esperança e olhos baços. Pessoas que sorriem, mas apenas por alguns segundos, que conseguem descontrair os músculos da face, mas logo os contraem, que olham para todo o lado, sempre a tentar descobrir quem podem “picar”, magoar e irritar.

Os primeiros seguem com as suas vidas. Os segundos tentam seguir. Os terceiros tentam “estragar” a vida dos outros. São os tóxicos! E, destes, há que manter a distância.

Existem pessoas que nos deixam irritados, cansados, ansiosos, contrariados, pressionados, culpados, e com vontade de fugir para bem longe.

Apesar de estarmos apenas alguns minutos com elas, a sensação é de que nos colocam uma tomada no cérebro e nos retiram toda a energia.

E perguntamo-nos: O que está acontecer comigo? Porque me faz sentir assim?

Encontrou as respostas?

E, quantas vezes foi mais simpático, mais compreensivo, mais perfeito? Quantas vezes não deu importância e fez de conta que nada se passava? Quantas vezes desculpou e passou à frente?

Aconteceu sentir-se melhor? Ou continuou a sentir-se “intoxicado”?

Pessoas tóxicas são pessoas que não lhe querem e não lhe fazem qualquer bem e que lhe podem fazer mal, isto é, se permitir que tal aconteça.

São pessoas prepotentes, autoritárias, negativas, pessimistas, insatisfeitas, conflituosas, neuróticas e sempre de mau humor, que o usam, não o respeitam, lhe complicam a vida, lhe mentem, o enganam, o humilham, o culpam, o manipulam, o agridem verbal, fisica e psicologicamente, o invejam, o tentam mudar a todo o custo, entre muitas outras coisas. Fazem-no repetidamente e, algumas, cronicamente.

Sonhos, ilusões, expectativas, fantasias, atração, encantamento, necessidades, interesses, esperança de mudança e, especialmente, porque pensamos gostarem de nós e fazerem-nos bem, permitimos que entrem na nossa vida.

Culpa, medo, crenças irracionais, dificuldade em dizer “Não”, auto-estima fragilizada, falta de confiança e insegurança, levam-nos a consentir que continuem na nossa vida.

No entanto, a “razão maior” porque continuamos com elas é porque escolhemos deixá-las permanecer na nossa vida.

Escolha ter na sua vida, quem Gosta de si, lhe quer e lhe faz muito bem!

A vida é um presente maravilhoso, com tempo definido.

O seu principal desafio é cultivar relações com pessoas positivas, optimistas, inspiradoras, bem resolvidas, resilientes, de bom humor, que o admirem, respeitem, incentivem, valorizem e reconheçam, potenciem as suas capacidades, apoiem e ajudem, aceitem como é, que o respeitem e lhe transmitam Paz e tranquilidade e, especialmente, que o estimulem a ser a melhor versão de si próprio.

Este é o grande desafio da sua vida!

Nunca aceite menos…

Margarida Vieitez

Margarida Vieitez

RELAÇÕES

RELAÇÕES

Margarida Vieitez é especialista em mediação familiar, de conflitos e aconselhamento conjugal, e dedica-se há mais de 20 anos ao estudo e acompanhamento de conflitos de diversa ordem, nomeadamente, familiares, conjugais e divórcio. Detentora de seis pós graduações, entre as quais, em Mediação Familiar pela Universidade de Sevilha, em Mediação de Conflitos e, em Saúde Mental, ministrou vários cursos de Mediação Familiar no Instituto de Psicologia Aplicada, estando frequentemente presente em conferências e seminários. Autora de vários livros, dentro os quais, "O melhor da vida começa aos 40", "Sos Manipuladores" e "Pessoas que nos fazem Felizes" .