O titular daquele a que chamaram "o melhor emprego do mundo" esteve "à beira da morte" depois de ter sido picado por uma medusa, poucos dias antes de concluir suas tarefas de guardião de uma ilha paradisíaca da Austrália.

O inglês Ben Southall explicou no seu blogue que foi picado enquanto praticava ski aquático em águas da ilha de Hamilton. Southall contou que sentiu muitas dores e só sobreviveu graças a uma pronta assistência médica.

O homem, de 34 anos, que vai receber 120 mil dólares (cerca 84 mil euros) por trabalhar durante seis meses na referida ilha, conta que, antes de desmaiar de dor, sentiu um aumento descontrolado da febre, acompanhado de uma intensa dor de cabeça e paralisia parcial do corpo.

Embora seja pequena (de o tamanho de um fósforo), a medusa irukandji (Caurukia barnes) tem um veneno até cem vezes mais potente que o de uma cobra, segundo os especialistas.

Em 2002, dois turistas morreram por causa da picada de um animal desta espécie, que habita as águas do nordeste da Austrália.

Southall foi eleito para o emprego entre 34 mil candidatos. Entre os requisitos para ocupar o lugar, era necessário saber nadar, mergulhar, fazer fotos e vídeos, e relatar pela internet as actividades realizadas durante a missão.

O concurso fez parte do plano publicitário destinado a promover o potencial turístico do estado australiano de Queensland e suas ilhas.