O jornalista Nuno Santos disse hoje à agência Lusa que se demitiu do cargo de diretor de informação da RTP, confirmando uma informação que foi avançada pela SIC.

Numa nota hoje enviada à redação da RTP, a que Lusa teve acesso, o diretor de informação demissionário da estação pública diz que a decisão de se demitir do cargo "é irreversível".

Nuno Santos explica que, nos últimos dias, se reuniu com o Conselho de Redação e com a Comissão de Trabalhadores, tendo prestado "todos os esclarecimentos" que lhe foram pedidos sobre "uma hipotética entrega a entidades externas à RTP de imagens não editadas (vulgarmente denominadas como "brutos") dos incidentes do passado dia 14 de novembro em frente ao parlamento".

"Nessas reuniões garanti - e reafirmo de forma categórica - que nenhuma imagem saiu das instalações da RTP. Respondi de forma clara a todas as questões e apresentei um conjunto de factos complementares entendidos e aceites pelas partes que deram o assunto como encerrado", lê-se ainda na nota enviada por Nuno Santos à redação da televisão pública.