Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Será que não há diferenças?

Nós lá fora

Nuno Guerreiro

Caminhada de "Lands End" com vista para a ponte "Golden Gate"

D.R.

SÃO FRANCISCO, EUA - Nova Iorque centra-se em si mesma, e a concentração de diversidade é claramente única. Já São Francisco expande-se constantemente do seu centro para as belezas naturais à sua volta. E o que gosto mais? É como perguntar a uma criança criada por um pai ou mãe, de quem gosta mais.

Isto de mudar de cidades tem muito que se lhe diga. Pela minha experiência, e já não é a minha primeira vez, sempre que mudo de cidade passo por uma montanha russa de novas emoções.

Começa pelo friozinho na barriga e as questões sobre se deveria ou não deveria mudar. Se olhar para trás, e for intelectualmente honesto comigo mesmo, no fundo, já sei que decisão tomar, mas hesito e começo a investigar se vale a pena - os famosos prós e contras.

Após a mudança, começa a fase em que tudo é novidade, e daí novas emoções causadas pelas novidades. Ao mesmo tempo, saudades das rotinas anteriores também batem à porta. Daí vejo-me a comparar a vida que tenha agora, com a que tinha antes. Será que São Francisco é melhor que Nova Iorque para mim? Será ao contrário? Será que tomei a decisão correta?

A verdade é que não tenho uma resposta conclusiva para essas perguntas. O que sei é que ambas cidades são diferentes e únicas, e que eu gosto de mudanças.

Nova Iorque prima pela intensidade, diversidade e aceleração. Há sempre alguma coisa nova a acontecer para os novaiorquinos.

Já na nova cidade, pela minha breve experiência em São Francisco, observo que a rotina é algo bem presente, o "São Franciscano" gaba-se da responsabilidade em cuidar da Natureza que está à volta, e como podem ser exemplo para o Mundo.

Nova Iorque centra-se em si mesma, e a concentração de diversidade é claramente única. Já São Francisco expande-se constantemente do seu centro para as belezas naturais à sua volta.

E o que gosto mais? É como perguntar a uma criança criada por um pai ou mãe, de quem gosta mais.

VISTO DE FORA

Dias sem ir a Portugal: 110 dias.

Por aqui, fala-se muito do processo relativo ao pedido de destituição do presidente dos EUA .

Um número surpreendente, há mais de 200 áreas verdes na área de São Francisco

Nuno Guerreiro

Nuno Guerreiro

SÃO FRANCISCO, ESTADOS UNIDOS DA AMÉRICA. Português, nascido e criado, e hoje autodenominado nómada. Após vivências por Düsseldorf, Barcelona, Dublin, Londres, São Paulo e Nova Iorque, chama casa a São Francisco. Profissionalmente empreendedor, sempre ligado às tecnologias e ao Marketing, desde empresas pequenas até a grandes como o Salesforce e o Google. À tecnologia junta outras paixões como música, cozinhados e um gosto insaciável por viagens. Viveu na Margem Sul até aos tempos de faculdade, onde se licenciou em Engenharia Informática pela Universidade Nova de Lisboa. Mais tarde, completou também um duplo MBA, pela London Business School e Columbia University. Completou também um duplo MBA, pela London Business School e Columbia University.