Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

  • Ricos terremotos

    Inês Batalha Mendes

    SANTIAGO, CHILE - Havia bastante gente a olhar para o alto e a filmar numa passadeira de peões e eu demorei algum tempo até perceber que o que estavam a filmar era um semáforo que abanava sem cessar

  • Quem te avisa… (ou como não ser apanhado desprevenido em Myanmar)­­

    Mariana Palavra

    Os provérbios são de inspiração portuguesa, mas as tradições são birmanesas: dos dourados omnipresentes, ao encharcado ano novo birmanês, passando pela condução às direitas ou caminhando descalço sem pisar as manchas avermelhadas cuspidas por milhões de consumidores de noz-de-areca.

  • Uma nova etapa

    Nuno Guerreiro

    NOVA IORQUE, EUA - O bairro de Flatiron, que já foi famoso em tempos pelas diversas fábricas e lojas de brinquedos, é agora conhecido como Silicon Alley, o “beco da tecnologia”

  • África Brutal

    Bruno Neto

    Moçambique - Hoje saltei do barco para a areia terna e fina da África Austral. Hoje cheguei à Ilha de Moçambique...

  • Fui

    Vasco Pinhol

    NORUEGA - Gostava de pôr aqui a lista das coisas que estão iguais e das coisas que mudaram em Portugal desde que fui viver para a Noruega.

  • Verdadeiramente Malaios

    Rita Cruz

    KUALA LUMPUR, MALÁSIA - Eis o meu contributo, através das palavras de Lili, para desmistificar a harmonia étnico-racial da Malásia. Não gostei de perder a esperança e ilusão que a crença no slogan me davam. Mas descansar encostado à mentira é a melhor forma de matar a esperança

  • Primeiras Impressões

    Sofia Silva Eastmond

    CHRISTCHURCH, NOVA ZELÂNDIA - O primeiro barbeque ensinou-me que aqui, por norma, não se tempera a carne. Aos poucos, ergui a bandeira. E já não há barbecue para o qual seja convidada onde não se tempere a carne

  • Pelos caminhos... da Europa central

    Tiago Antunes

    BRUXELAS, BÉLGICA - Uma das vantagens de morar no centro da Europa é poder, com grande facilidade e rapidez, viajar entre distintos países

  • Acreditemos

    Catarina Alberto dos Santos

    PARIS, FRANÇA - Isto é a França. De ontem e de hoje. E na hora H os franceses não se vão deixar levar pelo medo e na segunda volta não vão eleger a senhora em causa