O Departamento Central de Investigação e Acção Penal (DCIAP) anunciou hoje que vão ser realizadas novas diligências no caso dos dois submarinos comprados pelo Estado português e que vai solicitar a colaboração dos anterior e atual ministros da Defesa.

"Novas diligências serão realizadas, designadamente solicitando a colaboração de anterior e do actual Ministro da Defesa", indica um comunicado.