Maputo, 25 jun (Lusa) - A Shell aguarda até quarta-feira que os acionistas da Cove, que participa na exploração de gás em Moçambique, decidam sobre a sua oferta pela empresa, mas poderá estender esse prazo até meio de julho, segundo um jornal inglês.

A petrolídfera anglo-holandesa Royal Dutch Shell deu um prazo até 27 de junho para que os acionistas da Cove Energy decidam se aceitam a sua oferta de 2,74 euros por ação, que continua abaixo dos 2,98 euros oferecidos pela tailandesa PTT.

"A Shell já tinha alargado o prazo uma vez, mas poderá voltar a fazê-lo, já que um prazo limite absoluto não poderá ser imposto até meados de julho", escreveu o The Independent, na sua edição de domingo.