Porto, 09 jul (Lusa) -- O vice-presidente da Câmara de Gaia considerou hoje que o ministro da Economia "prestou um mau serviço à causa pública" no processo da Metro do Porto e pediu a demissão da comissão que avaliou os nomes para administradores da empresa.

António José Lopes e Miguel Sá Pinto são os dois nomes escolhidos para fechar a composição da nova administração da Metro do Porto, que deverá ser nomeada na sexta-feira, anunciou hoje o Ministério da Economia, que em comunicado avançou que o nome de António José Lopes será apresentado em assembleia-geral da empresa, na sexta-feira, para o cargo de administrador executivo, em articulação com a Junta Metropolitana do Porto (JMP).

Em declarações à Agência Lusa, o vice-presidente social-democrata da Câmara de Gaia, Firmino Pereira, lamentou que "a teimosia" do presidente da Câmara do Porto, Rui Rio, "em nomear um amigo de curso, tenha convencido o senhor ministro da Economia".