leia também:

George Edwards, 60 anos, está feliz. Há 26 anos que ansiava pelo momento de poder mostrar ao mundo uma imagem do Nessie. Passou cerca de 60 horas por semana a levar turistas no seu barco a passear no Lago Ness e liderou várias "caçadas" à criatura ao longo dos anos.

Mas o esforço compensou. Esta é, para Edwards, "a" imagem. Na realidade, mostra algo escuro a deslocar-se nas águas. "Estava a mover-se lentamente em direção ao castelo de Urqyhart e era cinzento escuro", descreve, à imprensa. Depois de cinco a dez minutos em que lhe foi possível observá-lo, a "criatura" submergiu e não voltou à superfície.

A fotografia foi tirada às 9h da manhã do dia 2 de novembro do ano passado mas só agora a divulgou publicamente porque quis, primeiro, enviá-la para os Estados Unidos para análise. Apesar de não revelar a resposta norte-americana, Edwards adianta que não quis falar da descoberta antes de ter a certeza de que não se tratava de algum objeto na água.