Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Zona euro não deve ter mais austeridade mesmo que isso implique falhar metas - OCDE

Lusa

  • 333

Paris, 28 mar (Lusa) -- A OCDE considerou hoje que não devem ser tomadas novas medidas de austeridade na zona euro, mesmo que isso "implique não respeitar" os objetivos definidos, e defendeu mais flexibilidade nas metas orçamentais dos países da moeda única.

Na sua Avaliação Económica Intercalar, em que apresenta as perspetivas a curto-prazo para as economias do G7, a Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico (OCDE) estima que a retoma do crescimento no primeiro semestre de 2013 será mais forte do que o previsto nos EUA, no Japão e na Alemanha, enquanto que a França e a Itália, em estagnação ou em recessão, terão um desempenho abaixo do esperado.

"A economia mundial voltou a demonstrar fraqueza no final de 2012, mas a atividade está atualmente a recuperar em grande parte das economias", estimam os autores do relatório.