Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

WikiLeaks: Austrália alega poder fazer pouco por Julian Assange

Lusa

  • 333

Sidney, 16 ago (Lusa) -- A procuradora-geral da Austrália afirmou hoje que pouco pode fazer pelo fundador do WikiLeaks depois de o Reino Unido ter realçado o seu direito legal de invadir a embaixada do Equador em Londres para deter Julian Assange.

O australiano está na embaixada do Equador em Londres desde junho a aguardar uma resposta ao seu pedido de asilo, prevista para hoje, procurando evitar a sua extradição para a Suécia.

A procuradora-geral australiana, Nicola Roxon, disse que apesar de estar a acompanhar o caso com grande interesse, o seu campo de ação tem limites.