Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

WADA entende que é preciso "um milagre" para reabrir caso de Armstrong

Lusa

  • 333

Joanesburgo, 12 nov (Lusa) - A Agência Mundial de Antidopagem (WADA) anunciou hoje que seria necessário "um milagre" para reabrir o caso do ciclista norte-americano Lance Armstrong, irradiado do desporto depois de admitir o recurso ao doping de 1999 a 2005.

Armstrong, de 42 anos, tinha informado numa entrevista, na segunda-feira, que ajudaria a descobrir a extensão do doping no ciclismo desde que fosse tratado da mesma forma que os seus colegas de profissão que acusaram doping. Para estes não houve suspensão vitalícia.

"Eu vejo isto como passado e seria necessário algo próximo de um milagre para vê-lo avançar no seu caso. Ele não cooperou, ele não se defendeu das acusações. Não houve nenhuma vontade de dizer 'eu quero dar uma ajuda substancial'", respondeu John Fahey, presidente WADA, numa entrevista coletiva na Conferência Mundial sobre o Dopagem, em Joanesburgo.