Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Volta a Portugal: LA-Antarte à procura do equilíbrio de emoções

Lusa

  • 333

Lisboa, 13 ago (Lusa) -- Há um ano, azar foi a palavra que definiu a "sorte" da LA-Antarte, por isso, em vez de pensar na amarela final, a equipa de Paredes espera ter apenas emoções positivas na 74.ª. Volta a Portugal em bicicleta.

Mário Santos começa a enumerar discretamente os propósitos da LA-Antarte na maior prova velocipédica do calendário português -- "os objetivos da equipa são, no mínimo, fazer o que foi feito o ano passado, ou seja, ganhar duas etapas, estar na Volta a Portugal vestido de amarelo e se possível melhorar, colocando alguém no pódio" -- até confessar o seu objetivo número um.

"[Ter mais sorte do que no ano passado] é o meu principal desejo. Claro que sonho com a vitória, mas o meu principal desejo é que os nove corredores que entrem na Volta terminem e que terminem saudáveis", confessou à Lusa o diretor desportivo da formação de Paredes.