Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Volta a Portugal: A amarela é já uma tendência de sul-africanos

Lusa

  • 333

Oliveira do Hospital, 16 ago (Lusa) -- Uma longa fuga autorizada pelas equipas portuguesas, sem vontade de assumir a corrida logo na primeira etapa, tornou hoje Jay Thomson no segundo sul-africano a vestir a amarela da 74.ª edição da Volta a Portugal em bicicleta.

A etapa mais longa da 74.ª Volta a Portugal assim o exigia e as tentativas de fuga sucederam-se nos primeiros quilómetros, com Luis Mas Bonet (Burgos- BH/Castilla e Leon) e Jay Thomson (UnitedHealthcare) a serem os únicos bem-sucedidos, depois de saltarem do pelotão aos 23,5 quilómetros de uma jornada quente e percorrida no meio da serra.

Para quem viu de fora a corrida, e provavelmente também para quem ia lá dentro, houve uma sensação de "dejá vu": a 07 de agosto de 2005, numa ligação de 156,2 quilómetros entre a Lousã e o Fundão, um desconhecido russo fugiu ao pelotão, que pouco preocupado em desgastar-se logo ao terceiro dia o deixou seguir e seguir, permitindo uma irrecuperável vantagem de 15 minutos.