Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Vitória em tribunal permite a Jardim Gonçalves adiar decisão sobre reforma 'milionária'

Lusa

  • 333

Lisboa, 18 fev (Lusa) -- Jardim Gonçalves venceu uma nova batalha contra o BCP que lhe permitirá, por agora, manter a sua reforma de 175 mil euros, mas o banco garante que irá voltar a tribunal para reduzir a pensão do seu fundador.

De acordo com os documentos a que a Lusa teve acesso, o Tribunal da Relação decidiu manter a decisão do Tribunal de Sintra que se tinha julgado incompetente para decidir sobre o pedido do BCP para reduzir a pensão de Jardim Gonçalves, que rondará os 175 mil euros por mês, entre outras regalias que este manteve intactas após a sua saída do banco no final de dezembro de 2007, como transporte e segurança pessoal.

A ação do BCP para contestar a reforma (paga pelo fundo de pensões do BCP e pela companhia de seguros Ocidental) foi colocada em 2010 no Tribunal de Sintra que, em maio do ano passado, se considerou incompetente para julgar a pretensão do BCP.