Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Vice-presidente da Colômbia pede ajuda a taxistas para identificar autor da morte de agente da DEA

Lusa

  • 333

Bogotá, 22 jun (Lusa) -- O vice-presidente da Colômbia, Angelino Garzón, apelou hoje à colaboração dos taxistas de Bogotá para localizar os responsáveis da morte de James Terry, o agente da agência norte-americana DEA assassinado quinta-feira num aparente assalto a um táxi.

"Os taxistas que trabalham em Bogotá cometem um grave erro ao guardar silêncio perante um crime contra o agente da DEA", disse Angelino Garzón numa carta aberta difundida pelo seu gabinete.

A vítima tinha-se deslocado a um estabelecimento do Parque da 93, uma concorrida zona de lazer e ao sair abordou ou foi abordado por um táxi no qual foi ferido acabando por morrer devido a um ataque com arma branca e em circunstâncias que estão a ser investigadas.