Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Vice-ministro sírio diz que reunião da oposição em Doha foi uma declaração de guerra

Lusa

  • 333

Damasco, 14 nov (Lusa) -- O vice-ministro sírio dos Negócios Estrangeiros, Fayçal Mekdad, qualificou a reunião da oposição ao regime do Presidente Bashar Al-Assad, em Doha, na semana passada, como "uma declaração de guerra", numa entrevista à agência de notícias France Press (AFP).

"Nós lemos os documentos de Doha e (a oposição) rejeita todo o diálogo com o Governo", declarou, numa primeira reação do regime após o anúncio em Doha da formação de uma nova coligação para unificar a oposição.

O ministro qualificou a reunião como "uma declaração de guerra".