Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Veredicto contra Bradley Manning revela "perigoso extremismo" da administração Obama - WikiLeaks

Lusa

  • 333

Londres, 30 jul (Lusa) -- O veredicto pronunciado contra Bradley Manning, o soldado norte-americano que transmitiu milhares de documentos secretos ao sítio WikiLeaks, ilustra um "perigoso extremismo (...) da administração Obama", considerou a página de Juilan Assange no Twitter.

"Manning arrisca 136 anos de prisão por atas de acusação de que foi hoje reconhecido culpado. Perigoso extremismo, em matéria de segurança nacional, da administração Obama", considera o WikiLeaks na sua conta Twitter.

De acordo com a decisão hoje anunciada por uma juíza militar em Fort Mead, que dirigiu o processo, Manning foi considerado culpado pela justiça militar de violar a Lei de Espionagem, mas não de "conluio com o inimigo".