Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Verdes alemães viram à esquerda e rejeitam coligações com Merkel

Lusa

  • 333

Berlim, 28 set (Lusa) -- Os verdes alemães terminaram hoje o congresso com uma viragem à esquerda e apostando em políticas sociais numa tentativa de desafiar as sondagens que situa o partido como possível parceiro de coligação da chanceler Angela Merkel.

"É tempo de uma mudança verde" foi a palavra de ordem do congresso que se prolongou durante os últimos três dias, focado, sobretudo, nas legislativas alemãs marcadas para o dia 22 de setembro, em que o partido pretende pôr fim ao governo liderado por Merkel.

A cúpula do Partido Verdes é partilhada por Claudia Roth e Cem Ozdemir, que encabeçam a lista eleitoral, e ainda pelo ex-ministro do Ambiente Jurgen Trittin e que apostam no regresso ao poder da aliança "vermelha e verde" que liderou a Alemanha entre 1998 e 2005, com Gerhard Schroder, social-democrata, como primeiro-ministro.